As Promessas De Ano Novo

A chegada de um novo ano, pode provocar sensações de euforia e esperança para iniciar o ano com energias renovadas, motivação em alta e uma relação de metas a cumprir. E porque não dizer de tranquilidade também, tranquilidade ao pensar que teremos 365 dias pela frente para começar projetos, avistar o tempo com começo, meio e fim encoraja e renova as expectativas, traz a sensação que temos tudo pela frente.

Ano Novo, Novas Metas, correto? Então… É importante pensar nos comportamentos desenvolvidos no ano anterior e quais mudanças positivas devem ser feitas.

Pesquisas e estudos realizados mostram que mais de 80% das pessoas abandonam suas metas em fevereiro do novo ano, outro estudo menciona que apenas 8% das pessoas conseguem de fato cumprir suas promessas.

Estamos acostumamos superestimar nossa capacidade de mudança e acabamos traçando metas irreais. Para deixar de ser um colecionador de promessas devemos criar interrogações antes das afirmações.

Pergunte-se:

PARA QUÊ? (Para que ter mais tempo com a família? Para que emagrecer? Para que viajar? Para que economizar dinheiro? Para que me matricular na academia?) Se questionar motiva e te desperta para a próxima pergunta:

COMO? Como fazer para cumprir essas promessas? Encontre em você o sentido daquilo que se compromete a fazer e/ou mudar. “Economizar dinheiro” por exemplo, fica mais leve e objetivo quando me proponho a economizar dinheiro para realizar um determinado sonho.

Defina metas concretas e atingíveis para o novo ano. Comece pelas pequenas coisas, as mais fáceis e simples. Tire-as do papel, se organize, liste os benefícios que essas mudanças trarão à sua vida, vença o medo do fracasso sendo consciente com objetivos racionais e tangíveis.

Outro motivador para concretizar os sonhos do Ano Novo é escolher uma coisa de cada vez, se sua lista de promessas tem muitos itens vale a pena rever, pois mudanças demandam tempo, dedicação e energia e o acúmulo desses itens podem desanimá-lo fazendo com que nenhum deles se realize.

Compartilhe com amigos, família, pessoas importantes pra você quando suas metas começarem a acontecer, isso irá potencializar suas motivações externas (pessoas que torcem por você) e internas (você com você), sendo um tipo de combustível para continuar.

Comemore seus progressos e permita-se tentar de novo caso algo não dê certo.

Arrumar as nossas gavetas nunca será uma tarefa fácil. Por isso, por mais positivo que seja os nossos movimentos psicológicos, é a persistência e consolidação de nossas ações que nos fará manter e realizar nossos sonhos.

Deixo um trecho do poema de Carlos Drummond de Andrade, “Receita de Ano Novo” para reflexão:

…        

“ Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre”.

Cada dia é uma nova chance, aproveite-a. Que 2021 venha com Novos Sorrisos, Novas Pessoas, Novas Histórias. Viva Você!!!

Colunista:

Claudia Pinho

Psicóloga

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Caso tenha alguma dúvida sobre o assunto, nos envie suas dúvidas clicando aqui.


“Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.” Carl Jung