BENEFÍCIOS DOS ALIMENTOS FUNCIONAIS

O termo “alimento funcional” foi utilizado pela primeira vez no Japão, na década de 80, para definir alimentos que apresentam um impacto positivo na saúde, desempenho físico ou estado mental, além de serem nutritivos.

Na elaboração dos Planos Alimentares, costumo estimular o consumo desses alimentos de forma individualizada e principalmente explicar para os pacientes a importância de cada um deles no cardápio para o nosso objetivo, o que aumenta a adesão ao tratamento.

Vamos conhecer alguns deles:

 

Alho: reduz a pressão arterial, a glicemia e o colesterol,  previne a formação de coágulos e ajuda a dissolvê-los, ação antibiótica, antifúngica, antiviral e antitumoral. Dose sugerida: 1 dente de alho fresco ao dia

 

Azeite de Oliva: ação antiaterogênica (previne formação de placas de gordura nas artérias, redução do LDL colesterol e aumento do HDL colesterol), ação anticancerígena (potente ação de varredura dos radicais livres), ação sobre o aparelho digestório (melhora do esvaziamento da vesícula biliar, melhora de úlceras gástricas), diminuição do risco de vários tipos de câncer (cólon, pulmão e pele), ação imunológica (benefícios para doenças inflamatórias e auto imunes como artrite reumatóide). Dose benéfica: 30g/dia para mulheres e 40g/dia para homens.

 

Chá verde: reduz riscos de doenças cardiovasculares (diminui LDL colesterol) e de câncer, propriedades termogênicas, aumenta a queima de gordura corporal. Doses sugeridas: 5 a 7 xícaras de chá/dia.

 

Aveia: reduz LDL colesterol, diminuição da absorção da glicose em diabéticos, diminuição da absorção de gordura. Dose sugerida: 40g de farelo de aveia e 60g de farinha de aveia.

 

Peixes: diminuição dos níveis de triglicerídeos, da pressão arterial, prevenção de câncer de cólon e doenças cardiovasculares. O componente funcional do peixe é o ômega 3, relacionado com a melhora da depressão, desordens de pele e imunidade.

 

Abacate: anti-inflamatório e antioxidante, diminui o hormônio cortisol e o envelhecimento.

 

Brócolis: destoxificante do fígado e anticancerígeno.

 

Há inúmeros outros alimentos e benefícios do consumo regular dos diferentes alimentos funcionais, inseridos em uma dieta nutricionalmente completa e individualizada.

Agora que você conhece as maravilhas que esses alimentos são capazes de fazer na sua saúde, prevenindo e tratando doenças, aproveite para incluí-los na sua alimentação! Faz bem e ainda fica mais gostoso!

 

Fonte: Kalluf. L Fitoterapia Funcional; 280-302, 2015.

Que tal fazer uma Avaliação Nutricional aqui em nosso site? É super rápido.. e é Grátis! Quero Fazer!

Colunista:

Fernanda Smaniotti

Nutricionista Clínica Funcional;
Especialista em Emagrecimento e Nutrição Estética.

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Caso tenha alguma dúvida sobre o assunto, nos envie suas dúvidas clicando aqui.


O Nutricionista é um profissional da área da saúde que atua no âmbito da alimentação nutricional, baseando-se no estudo da ciência que estuda a composição dos alimentos e as necessidades nutricionais de cada indivíduo.